Frederico Benevides

imdb.png

Nascido em Fortaleza, vive atualmente em Engenheiro Paulo de Frontin (RJ), onde criou uma extensão do Atelier Rural para montar e finalizar filmes, desenvolvendo também seus trabalhos autorais.

Sua trajetória como montador inclui filmes como Reflexo do Lago (dir. Fernando Segtowick, Berlinale 2020), A Morte habita à noite (dir. Eduardo Morotó, IFFR 2020), Chão (dir. Camila Freitas, Berlinale 2019), Sol Alegria (dir. Tavinho Teixeira, IFFR 2018), Era Uma vez Brasília (dir. Adirley Queirós, Locarno 2017), Elon não acredita na morte (dir. Ricardo Alvez Jr. IFFR 2017), Corpo Elétrico (dir. Marcelo Caetano, IFFR 2017), Nada É (dir. Yuri Firmeza, Bienal de São Paulo 2014). Reflexo do Lago, Sol Alegria  e Nada É também contaram com sua finalização, entre outros filmes. Frederico é autor de Revolver (FIDOCS 2019), 26 Postais para Dica (Menção honrosa no Festival 1666 para filmes em 16mm), Viventes (Berlinale, 2015), entre outros.

Atualmente doutorando do  PPGAV/EBA da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com uma pesquisa em torno do rio São Francisco, também colaborando com o projeto Beiras D'água, um acervo virtual de imagens do São Francisco idealizado por Bernardo Vaz. É mestre pela Universidade Federal Fluminese (UFF), onde foi professor, com uma pesquisa abordando coletivos cinematográficos brasileiros.  Graduado pela Universidade Federal do Ceará (UFC) com uma pesquisa sobre montagem e aluno da primeira turma da Escola de Audiovisual da Vila das Artes em Fortaleza.

Tem experiência em processos de formação, tendo trabalhado com escolas públicas através do projeto Inventar com a Diferença criado pela UFF e com trabalhadores do campo no Projeto Vidas Paralelas da Universidade de Brasília (UNB). Um dos membros fundadores do coletivo Alumbramento, com o qual colaborou até 2012.

GALERIA

FILMES

  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon

© 2020 by Lucas Coelho e Elisa Carvalho created with Wix.com